Antibióticos tornam-se ineficazes pelo uso na pecuária

antibioticosCientistas observam que continua a aumentar o uso de antibióticos em animais  criados para consumo, o que coloca em perigo sua eficácia antimicrobiana em humanos e não humanos, informa artigo do site de notícias La Gran Época.

O uso de antibióticos na criação animal em todo o mundo “poderia aumentar em 67 por cento entre 2010 e 2030”, indicou um estudo publicado em 26 de março, feito pela Princeton University em conjunto com outras instituições.

Eles anteciparam que Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul “vão experimentar um crescimento de 99 por cento no consumo de antibióticos.” Em seres humanos, um aumento também é previsto, mas de cerca de 13 por cento.

“A descoberta e desenvolvimento de antibióticos foi uma grande revolução de saúde pública do século 20. A sua eficácia e a vida de milhões de pessoas ao redor do mundo estão agora em perigo devido ao crescente problema mundial de resistência aos antibióticos, que está sendo impulsionado pelo consumo de antibióticos “, disse o principal autor do estudo, Ramanan Laxminarayan , pesquisador sênior do Instituto Ambiental de Princeton .

Em sua análise adverte que o negócio de antibióticos para animais é tal que “atualmente representa até 80 por cento do total das vendas de antimicrobianos”. A maior tendência de crescimento é observada para uso em porcos e galinhas.

Laxminarayan disse que “devido ao grande volume envolvido, este aumento no uso de antimicrobianos em animais levanta sérias preocupações sobre a preservação da eficácia antimicrobiana nas próximas décadas.”

A produção moderna de animais não utiliza antibióticos para tratar  doenças, mas “para a prevenção de doenças e como promotores de crescimento”, disse o cientista.

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016