Ativistas realizam manifestações contra o confinamento e exploração de ursos polares

Os protestos ocorrem em frente ao Aquário de SP todos os domingos

urso-polarInaugurado em 2006, o Aquário de São Paulo mantém cativas cerca de 250 espécies, incluindo morcegos, pinguins, cangurus, cobras e até preguiça.
A nova espécie explorada pelo Aquário é o urso-polar. O casal Aurora e Peregrino chegou a São Paulo, no Ipiranga, em dezembro e foi colocado em exposição ao público no dia 14 de abril.

Para protestar contra a exploração dos animais em cativeiro, todos os domingos, a ONG Aliança Internacional do Animal (AILA) coloca manifestantes em frente do local, com cartazes e megafone.

A fundadora da AILA, Ila Franco, disse ao site JCNet que “mesmo com a melhor das intenções, jamais o Aquário poderá dar o mínimo para as necessidades do animal”. “Não é correto ensinar as pessoas que é normal e educativo confinar animais selvagens, exóticos ou outros em cativeiro”, afirma. “Logo ficarão doentes e fatalmente morrerão.”

A ativista também disse que “nunca critica sem dar soluções viáveis” e já conseguiu vaga para Aurora e Peregrino em uma organização europeia que mantém animais em reserva.

Em seu site, a  AILA convida ativistas a participar das manifestações realizadas em frente ao aquário de São Paulo todos os domingos das 10h ao 12h, na rua Huet Bachelar, 407 , Ipiranga – São Paulo.

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016