Últimas obras de Banksy revelam como tratamos os animais

dismalandBanksy, o artista anônimo, ganhou destaque aos olhos do público por sua arte politicamente carregada, que muitas vezes destaca os aspectos mais grotescos da humanidade.

Sua última exposição não é exceção. No Dismaland, “O Parque da Perplexidade” no Reino Unido, Banksy possui várias obras que conversam com as partes mais obscuras da relação entre os seres humanos e o resto do reino animal.

– Uma baleia pula de dentro um vaso sanitário para passar através de um aro, sustentado por um treinador mascarado. Do outro lado do aro, uma piscina infantil aguarda a queda da baleia (clique na imagem ao lado para ampliá-la).

– Em um carrossel de outro modo típico, um cavalo paira pendurado muito acima dos demais, enquanto um açougueiro senta-se em uma caixa onde está escrito “lasanha”.

-Em uma parte surreal e interativa da exposição, participantes podem jogar para ganhar um prêmio. O jogo é familiar: pegar o pato flutuante com uma vara de pesca. Exceto que neste jogo existem duas bizarras diferenças. Os patos estão cobertos por alcatrão e o prêmio é peixe, preso em um saco plástico.

Em “Dismaland,” Banksy aborda alguns dos aspectos mais sombrios da humanidade – nosso egoísmo e falta de ética e compaixão para com outros seres vivos.  Às vezes, estas podem ser características difíceis e dolorosas de ver em nós mesmos. No entanto, se temos alguma esperança de mudar nossos caminhos e acabar com os horrores que acontecem em nosso mundo, é preciso primeiro reconhecê-los.

Veja abaixo mais imagens do Dismaland:

 

Via the Dodo.

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016