Bois são mortos após Farras do Boi em Itapema e Bombinhas

Bois são mortos após Farras do Boi em Itapema e BombinhasDe acordo com o G1, dois bois foram “sacrificados” pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) neste final de semana, apreendidos em Farras do Boi no Litoral Norte catarinense.

Conforme a Cidasc, um dos animais foi retido no sábado (7) no Canto Grande, em Bombinhas. O outro foi recolhido na cidade de Itapema no domingo (8).

Conforme a PM, duas pessoas foram conduzidas para delegacia em Itapema e assinaram um termo circunstanciado. Em Bombinhas, ninguém foi detido.

Ambos estavam muito machucados, com lesões causadas por farristas durante os eventos. Segundo o veterinário da Cidasc, Marcos Neves, por este motivo a carne dos animais torturados não pôde ser “reaproveitada”.

A Farra do Boi é considerada crime, de acordo com o art. 32 da Lei n. 9.605/1998, conforme acórdão do Supremo Tribunal Federal (STF). A pena para quem comete crime é de três meses a um ano de detenção, sendo aumentada em um terço nos casos de morte do animal.

Entretanto, o evento é praticado corriqueiramente na região da Grande Florianópolis, como “manifestação popular”. O período da Quarema é mais comum a Farra do Boi, quando o governo e a polícia intensificam as ações de prevenção e combate à prática.

No ano passado houve o registro de 65 ocorrências de Farra do Boi em Santa Catarina. A mais grave foi no mês de março em Navegantes, quando um garoto de 15 anos levou um tiro na perna e morreu.

 

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016