Bois explorados são resgatados por ativistas em SC com ajuda da justiça

bois-scDesde a quarta feira passada (26), ativistas de todos os lugares do Brasil se reuniram para o resgate de bois que foram abandonados na no bairro Forquilhas na cidade de São José (SC).

O motivo do abandono ainda não foi esclarecido. Ao que se sabe, o “tutor” deles, Paulo Cezar da Rosa, que já localizado, autuado e teve a propriedade interditada, não alimentava os animais adequadamente com feno, ração e sal. Ele apenas os deixava a própria sorte sem pasto ou água, o que teria provocado a morte de dezenas de animais por inanição. Os vizinhos da região alegaram que alguns foram devorados ainda vivos por urubus. As informações são da ANDA.

Numa situação absolutamente terrível, que mais se assemelhava a um campo de concentração, os ativistas se mobilizaram para realizar o resgate. Na noite de quinta para sexta-feira, enquanto ainda esperavam a tramitação da liminar para a tutela temporária dos bois, os vizinhos denunciaram que um caminhão teria encostado no local junto com uma pick-up e retirado alguns animais.

Suspeita-se até de que pode ter havido assassinato no local, pois na manhã da sexta-feira (28), haviam vacas chorosas e outros arredios, comportamento diferente do dia anterior. Observaram também que alguns animais haviam se dispersado, o que levou os ativistas a tomarem uma medida emergencial. Foi montado um acampamento de vigília com turnos para evitar novos sequestros de animais. Acompanhe pela página oficial.

No final da tarde de sexta-feira (28) a liminar da justiça saiu e a advogada, Bárbara Hartmann Cardoso, que esteve à frente do caso desde o início, deu a notícia de que os animais poderiam ser recolhidos para um lar temporário.

Sábado (29) os animais foram levados para Biguaçu onde permanecerão em um local temporariamente para receberem cuidados médicos até serem entregues em dupla para tutela. Quem estiver interessado em tutelar, pode enviar um email para contato@eobicho.org

A alimentação deles pode custar até 10 mil reais por mês para a equipe. Por isso, eles contam com o apoio de todos. Para demais doações, consta na página oficial o link da Vakinha.

Trata-se de um momento histórico para o Brasil – principalmente para os abolicionistas -, pois o primeiro gado de bois da história do país caminha rumo à abolição animal.

Os ativistas não sabem quando tempo ainda vai levar a ação devido à problemáticas não só dos feridos, mas também com os animais que se dissiparam pelo território.

Os bois levados para Biguaçu permanecerão em lares temporários até que possam ser tutelados em duplas por sítios vegetarianos e veganos.

Doações emergenciais podem ser feitas através da conta:

GEORGIA PAULA MARTINS FAUST
Caixa Econômica
Ag: 1924
Op: 013
Poup: 25404-3
CPF: 032.751.569-42

Para doações destinadas à compra de toneladas de ração:  https://www.vakinha.com.br/vaquinha/bois-de-forquilhas-sao-jose

Para tutelar:  contato@eobicho.org

Página oficial no Facebook: Bois de Forquilhas – São José

 

Com informações de Luh Pires/ Redação ANDA e de Comunique Criativo.

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016