Secretaria de Meio Ambiente de SP lança campanha em defesa dos animais

Secretaria de Meio Ambiente de SP lança campanha em defesa dos animaisNo dia 04 de outubro, a Secretaria de Meio Ambiente lança campanha inédita para impedir a prática de abandonos de animais em parques estaduais. Em busca de coibir o abandono de animais, problema que afeta a maiorias dos parques estaduais, a Secretaria do Meio Ambiente (SMA) e seus parceiros promovem nesta quinta-feira, dia 4 de outubro, o lançamento de uma série de placas de conscientização sobre o abandono. As placas serão inauguradas pelo secretário Bruno Covas, em evento no Parque Estadual Alberto Löfgren (Horto Florestal), às 16h30.

O material compreende 20 placas de caráter educacional que destacam o aspecto legal do abandono, considerado crime por ser uma cruel forma de maus-tratos a animais. Elas serão dispostas nos principais acessos aos parques e em pontos críticos de abandono, segundo levantamento dos grupos voluntários. Das 20 placas, 12 serão instaladas no Parque Estadual Alberto Löfgren, principal palco de atuação dos grupos protetores dos animais, quatro no Parque Villa-Lobos e as outras quatro aguardam definição. Outras áreas naturais, da capital e do interior, serão contempladas nos meses seguintes e durante o próximo ano.

Além das placas, a SMA confeccionou 100 mil folhetos “Abandono de animais nos parques” para dar continuidade à distribuição nos parques estaduais e conscientizar funcionários e visitantes. Todo esse material, desenvolvido pelo setor de comunicação da Secretaria de Meio Ambiente em parceria com as entidades protetoras em março de 2012, faz parte das ferramentas utilizadas pela SMA para colaborar com o combate ao abandono.

Problema tão antigo quanto os próprios parques, o abandono de animais em áreas verdes é fruto da certeza da impunidade combinado com a ilusão de que animais domésticos sobrevivem dignamente nas áreas naturais, quando a realidade é exatamente o oposto. Animais abandonados ficam condenados a uma vida indigna, expostos a maus-tratos e doenças, impactam negativamente as áreas de preservação ambiental, competem por espaço e alimento com a fauna silvestre e, ao lutar por sua sobrevivência, podem prejudicar o equilíbrio natural. Vítimas de indiferença, amedrontados, acuados, doentes ou feridos, podem se tornar agressivos. Além disso, reproduzem-se sem controle, fazendo com que o problema torne-se ainda maior se não for enfrentado.

Antes vistos como um mero problema de saúde pública, hoje os animais domésticos em estado de abandono mobilizam um número enorme de pessoas atuando em sua proteção. Cada dia mais são encarados como uma questão ambiental e vistos como merecedores da mesma dignidade e atenção que outras questões ambientais recebem. A ação da SMA, em parceria com as entidades protetoras, sinaliza nessa direção.

Proteger os animais – coisa de santo

O dia 4 de outubro homenageia São Francisco de Assis, protetor dos animais e padroeiro da ecologia. Assim como o santo, os grupos voluntários Os Cães do Parque, Natureza em Forma, Celebridade Vira Lata, Distrito Animal e a ONG Cão sem Dono, parceiros da SMA, atuam fortemente em defesa dos animais, principalmente domésticos, maiores vítimas dos abandonos.

O lançamento das placas é um complemento da campanha iniciada pela SMA, em março de 2012, quando o secretário Bruno Covas recebeu os grupos voluntários, hoje parceiros da SMA, para ouvir suas sugestões. O encontro resultou numa mobilização contra o abandono de animais nos parques estaduais, áreas administradas pela SMA, que contou com um seminário entre entidades, Polícia Militar Ambiental e técnicos do Departamento de Fauna da SMA e a confecção do folheto institucional “Abandono de animais nos parques”.

A abordagem do tema é uma resposta a crescente demanda de ações em prol dos animais provenientes da sociedade civil. O grupo voluntário Os Cães do Parque, que há cerca de três anos atua de forma continuada em um dos parques estaduais de São Paulo, assiste uma pequena população de cães fixadas no parque e atuam em seu controle populacional através de castrações. Ainda, os voluntários de Os Cães do Parque são responsáveis por cerca de 150 resgates de animais abandonados, entre cães e gatos, encaminhados para adoções regulares.
03 de outubro de 2012 – da ANDA

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016