Consumo de carne, vegetarianismo e sexualidade

Homem que é macho come carne

Consumo de carne, vegetarianismo e sexualidadeEm 2011, um grupo de pesquisadores das Universidades da Pensilvânia e de Cornell (EUA) concluiu que consumidores em geral consideram a carne “comida de macho”. Outro estudo, feito por cientistas da Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá), mostrou que homens vegetarianos tendem a ser vistos como mais virtuosos, porém menos “masculinos” – mesmo por parte de vegetarianas. Nesta pesquisa, os participantes deveriam julgar personagens fictícios com base em suas dietas, e o fato de não comer carne pesou nas análises.

Mais recentemente, cientistas da Universidade de Bellarmine (EUA) divulgaram um estudo feito com 214 estudantes de Psicologia. “Homens expressaram pontos de vista mais favoráveis em relação ao consumo de carne, negaram o sofrimento animal, acreditaram que animais estavam ‘abaixo na hierarquia’, deram justificativas religiosas e de saúde para o consumo de animais, e acreditaram que o destino humano era comer carne”, sintetiza o professor Hank Rothgerber, em entrevista à NBC News. “O consumo de carne é um símbolo de patriarcado que resulta de uma longa aliança com masculinidade, poder e virilidade”.

Rothberger considera seu estudo limitado, e por isso pretende investigar mais a fundo esse possível vínculo, que sobreviveu mesmo diante das evidências de que comer carne demais faz mal à saúde e pode, de fato, prejudicar o meio ambiente. “Há uma consciência crescente de que não é muito bom comer carne, mas as pessoas continuam a fazê-lo”.

do Hyperscience

Vegetarianos tem melhor vida sexual, segundo estudo

O principal argumento é que as propriedades de alimentos como tofu e vegetais podem influenciar os níveis de hormônio no organismo

11/2012 – O Povo Online

De acordo com uma publicação científica do jornal Hormones and Beahavior, pessoas que possuem uma alimentação Consumo de carne, vegetarianismo e sexualidadevegetariana tendem a ter uma vida sexual melhor do que aquelas que frequentam churrascos, por exemplo.

O principal argumento é que as propriedades de alimentos como tofu e vegetais podem influenciar os níveis de hormônio no organismo, contribuindo para o aumento da atividade sexual. A experiência para comprovar essa teoria foi realizada com um grupo de macacos vermelhos. Os animais foram analisados pelos cientistas durante um período de 11 meses, para que fosse possível observar as mudanças nos níveis de hormônio dos macacos por meio de seus hábitos como agressividade, tempo gasto com higiene e frequência de acasalamento.

O resultado foi que os macacos que se alimentaram de folhas de uma árvore tropical que contém compostos semelhantes ao estrogênio, como a soja, apresentaram níveis elevados de estradiol, conhecido como o “hormônio do sexo”. A pesquisa pode ser atribuída aos seres humanos pela quantidade de semelhança em relação à resposta do organismo.

Recentemente, uma pesquisa em Louisville resolveu questionar o PETA, associação que defende o direito dos animais, afirmando que comer carne traz virilidade ao corpo masculino. Em resposta, a associação emitiu um alerta explicado que na verdade as frutas e os vegetais são o segredo da virilidade, enquanto a carne, os ovos e os laticínios em excesso acabam servindo somente para entupir artérias.

 

leia também: Quando amigos perguntam: “por que você parou com a carne?”

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016