O leão Cecil e os 50 bilhões silenciosos

por Nicole M Arciello

O leão Cecil e os 50 bilhões de silenciosos Um amado leão, morto. O assassino, na clandestinidade. A nação, em pé de guerra. Cecil está em voga nas mídias sociais. Cinqüenta bilhões de “animais de produção” ainda estão sendo abatidos em todo o mundo todo ano.

Desconexão. Há uma enorme, horrível, lamentável desconexão.

Por que Cecil era tão amado? Porque é que este temido (não fofinho) animal está sendo lamentado por milhões? Porque ainda há animais em nossos pratos?

As informações sobre as circunstâncias em torno da morte de Cecil começaram a jorrar. Ele sofreu por 40 horas ferido, antes de finalmente ser livrado de seu sofrimento. Ele foi decapitado e esfolado. A realização das atrocidades da caça esportiva. O memorial para Cecil do lado de fora do consultório de seu assassino.

Pergunto àqueles com compaixão para lamentar por Cecil, e os 50 bilhões de vacas, porcos, galinhas (e mais) que sofrem por meses e anos antes de serem abatidos? E os horrores do sistema da pecuária industrial? Onde é que todos nós nos encontramos na situação destes animais? Esta é uma realidade para a qual devemos acordar. Esta semana resultou em uma exposição mais direta do especismo. Esta é uma oportunidade para olhar para dentro. Dentro do mundo das fazendas industriais e dentro de nós mesmos.

Cecil sofreu durante 40 horas; animais no sistema alimentar sofrem por meses e anos em confinamento, com corpos e espíritos quebrados. Eles são feitos para nós, por nós.

O assassino de Cecil, Dr. Walter Palmer disse, “Eu não tinha idéia de que o leão que eu derrubei era conhecido, um favorito local, recebeu um colar e fez parte de um estudo, antes do fim da caçada. Eu confiei na experiência dos meus guias profissionais locais para garantir uma caça legal. ”

Nós, também, contamos com profissionais quando fazemos nossas escolhas alimentares. Nós, também, não temos idéia do sofrimento e da morte que nossas escolhas alimentares causam. Se você zomba das desculpas do Dr. Palmer, por favor, olhe para suas próprias desculpas. Elas são válidas também?

Por favor, olhe para dentro. Por favor, reflita sobre a situação das 50 bilhões – as almas silenciosas e sem nome, as quais causamos sofrimento todos os dias. Por favor, mantenha os animais fora de seu prato.

Fonte: timesunion.com

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016