Crudivorismo

Alimentação crua e viva

crudivorismoO crudivorismo defende que o alimento mais saudável para o corpo é cru. (nem todos os crudívoros são veganos, portanto falaremos aqui especificamente do crudivorismo vegano estrito). Embora a maioria dos alimentos sejam consumidos crus, aquecê-los é aceitável, desde que a temperatura não seja superior a 46 graus Celsius. Os alimentos cozidos acima desta temperatura perdem suas enzimas e, portanto, uma quantidade significativa de seu valor nutritivo  e são prejudiciais para o corpo, enquanto os alimentos crus proporcionam enzimas vivas e nutrição adequada.  Se comermos alimentos cozidos em excesso, nossos corpos são forçados a trabalhar mais, para produzir mais enzimas. Com o tempo, acredita-se, a falta de enzimas dos alimentos causa problemas digestivos, deficiência de nutrientes, envelhecimento acelerado e ganho de peso.

Cozinhar alimentos pode diminuir seu valor nutricional. Algumas vitaminas, como a vitamina C e folato, são destruídos pelo calor.
Cozinhar também promove a formação de compostos potencialmente nocivos nos alimentos durante a cozedura em temperatura elevada, tal como os produtos finais de glicação avançada e aminas heterocíclicas.

Alimentos da dieta crudívora vegana incluem: todas as frutas e vegetais crus; castanhas, sementes e grãos germinados; brotos, raízes, tubérculos e abóboras; ervas frescas e especiarias cruas; algas.

O crudivorismo também realiza preparações culinárias, e a maioria das pessoas incluem uma quantidade limitada de alimentos que foram submetidos a algum processamento, desde que o processamento não envolva o aquecimento do alimento a mais de 45 graus.

Alguns destes alimentos incluem: óleos prensados a frio; leites e cremes crus feitos de castanhas; alimentos fermentados como miso , kimchee e chucrute; frutas e legumes secos; vinagres e alimentos curtidos em vinagre; cacau cru, etc.

fonte de consulta: about.com

Receitas crudivoras

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016