Assine a Declaração Mundial dos Direitos dos Grandes Primatas

projeto gap

O Projeto GAP é um movimento internacional cujo objetivo maior é lutar pela garantia dos direitos básicos à vida, liberdade e não-tortura dos grandes primatas não humanos – Chimpanzés, Gorilas, Orangotangos e Bonobos. O Projeto GAP Brasil começou suas atividades em 2000 e atualmente conta com 4 santuários afiliados que abrigam em sua maioria animais resgatados de maus-tratos e condições inadequadas de vida em circos, espetáculos e zoológicos.

Atualmente o GAP Brasil é a sede do projeto internacional, em função do trabalho de destaque com chimpanzés desenvolvido no país.

No início de novembro de 2014 – em conjunto com seu correspondente na Espanha, o Projeto Gran Símio – o Projeto GAP divulgou o Manifesto Mundial pelo reconhecimento dos grandes primatas como pessoas não humanas, uma das bandeiras do projeto. Assinado por 500 personalidades mundiais nas áreas da Ciência e Sociologia, o documento solicita que a Comunidade Europeia condene a tortura de chimpanzés na Alemanha.

O direito a vida, a liberdade e a proibição da tortura são propostos pelo Great Ape Project como condições mínimas na relação dos homens com os grandes primatas. Leia abaixo o conteúdo da declaração:

Propomos a extensão da concessão de direitos de forma igualitária a todos os grandes primatas: seres humanos, chimpanzés, bonobos, gorilas e orangotangos. Os princípios que norteiam a relação entre os grandes primatas são:

1. O direito a Vida

A vida de todos os grandes primatas deve ser protegida. Seus membros não podem ser mortos exceto em circunstâncias estritamente definidas, como, por exemplo, legítima defesa.

2. A Proteção da Liberdade Individual

Os grandes primatas não podem ser privados arbitrariamente da sua liberdade. Tem o direito de viver em liberdade em seu habitat. Os grandes primatas que já vivem em cativeiro tem o direito de viver com dignidade, em locais espaçosos, conviver com os de sua espécie, formar famílias e serem protegidos da exploração comercial.

3. A Proibição de Tortura

A imposição deliberada de dor intensa, física ou psíquica, a um grande primata, sem motivo ou por um suposto benefício de outros, é considerada uma tortura e é uma ofensa da qual eles devem ser protegidos.

Acesse o site do Projeto GAP e Assine a Declaração Mundial dos Direitos dos Grandes Primatas

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016