Uma conversa sobre inteligência e empatia com Neil deGrasse Tyson

Todos os animais se comunicam, nós é que somos embotados demais para entendê-los!

Dr. phil. Sônia T. Felipe

Uma entrevista dada pelo astrofísico Dr. Neil deGrasse Tyson, sobre a limitação da inteligência humana especista e antropocêntrica, sobre a comunicação interespécie, empatia e a sugestão de que zoológicos virtuais funcionam muito bem para firmar nas crianças a empatia por todas as formas de linguagem animal, sem especismos eletivos ou elitistas.

Os astrofísicos e os neurocientistas, ao falarem sobre os sentidos da percepção animal humana e os limites de uma inteligência conceitual fundada em enganos para tratar de assuntos que sempre julgamos esclarecidos pela dogmática religiosa, estão fazendo a grande e inovadora Revolução Copernicana Animalista, enquanto nossos doutores em biologia, psicologia, filosofia, direito, antropologia, história ficam a dar ré na evolução moral da humanidade!

A Declaração de Cambridge sobre a senciência de todos os animais foi feita por neurocientistas, com o suporte de Stephen Hawking, também astrofísico, há cinquenta anos paralisado em uma cadeira de rodas, movendo-se pelo universo extraterrestre e agora também pelo da consciência animal, com a desenvoltura que seus pares andantes jamais conseguem seguir. Ainda bem que temos os astrofísicos, nesse momento da virada ética animalista na história, para nos dar sustento na luta em defesa de direitos fundamentais para todos os animais, sem discriminação de espécie.

Via Galactolatria: Mau Deleite

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016