Devastação ambiental

Por Dr. phil. Sônia T. Felipe

Ambiente devastadoImpossível esconder a verdade! Da área não tomada pelas águas nesse planeta que devastamos, 30% hoje é destinada à agricultura para alimentação de animais não-humanos, que consomem 70% do total de grãos e cereais colhidos ao redor do mundo.

A carne desses animais devolve míseros percentuais do total de proteína nela investida. No caso da carne bovina, apenas 4%. Temos quase um bilhão de pessoas desnutridas e quase três bilhões de outras comendo excesso de proteína animalizada. Do planeta se tira a força, cultivando grãos e cereais com insumos e biocidas. Os animais são forçados a comer esses grãos e cereais cheios de veneno. Adoecem. Morrem. Os que não morrem são mortos para o corte de carnes.

As vacas são exploradas para extração diária de dezenas de litros de leite, quando essa secreção não passa de três litros diários, o suficiente para nutrir seu bebê. A vaca não evoluiu para prover humanos com seu leite. Se esses o consomem, isso se deve ao fato de que eles o roubam dos bezerros. Seus bebês saudáveis, se fêmeas, ficam para repor o plantel, mas são tirados delas em menos de um dia após saírem do útero e alimentados com uma gororoba que nem de longe se parece com o leite delas, extraído para servir à comilança humana. Se nasce macho e com saúde, seu destino não é melhor do que o de suas irmãs fêmeas. Será levado para a jaula, onde ficará por quatro meses. Será morto para o consumo dos apreciadores de carne de vitela.

Tudo o que os 56 bilhões de animais abatidos por ano, comem, toda a água que bebem, eles urinam e excretam. Aquela montanha de grãos e cereais que custou a vida das florestas vira outra, agora de excrementos e urinas. O ser humano, com sua dieta onívora insana, inventou a mágica de transformação de florestas nativas em maracanãs de excrementos espalhados pelo planeta afora, dos quais um quarto é carregado de fósforo e três de nitrogênio. Dessa montanha, não bastasse o gás metano já expelido pelos animais com digestão por fermentação entérica, ainda saem mais gás metano e amônia, destruindo a pureza do ar e contribuindo para o efeito estufa. Tudo isso é o que exala do prato centrado em carnes, laticínios e ovos.

Fonte: ANDA

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016