Novo documentário expõe a guerra do Governo dos EUA contra os ‘terroristas’ dos direitos animais

A cruzada do governo contra o movimento dos direitos animais é apoiada por empresas multinacionais que exploram animais.

por Donny Moss

ativista-eua

Andy Stepanian é preso durante um protesto contra peles em uma grande loja de roupas, no final dos anos 90. (Imagem: Their Turn)

“Investigar e prevenir extremismo dos direitos animais é uma das nossas maiores prioridades de terrorismo doméstico. Estamos empenhados em trabalhar com nossos parceiros para neutralizar e desmantelar esses movimentos; para proteger os nossos concidadãos; e trazer à justiça aqueles que cometem crimes e terrorismo em nome dos direitos animais “.

Imagens de um agente do FBI entregando estas observações arrepiantes em uma audiência do Senado dos EUA é apenas um dos muitos momentos históricos incluídos em “Ativistas ou Terroristas?,” documentário de meia hora da Participant Media, narrado pela atriz Maggie Gyllenhaal, que expõe o esforço tirânico do governo dos EUA para intimidar e silenciar ativistas dos direitos animais.

Descrito no documentário estão vários ativistas que foram vítimas de repressão do governo, incluindo Lauren Gazzola e Andy Stepanian, que foram condenados por terrorismo e enviados para a prisão por seu papel em minar a gigante dos testes em animais Huntington Life Sciences, e Will Potter, um jornalista investigativo ameaçado pelo FBI a ser incluído em uma lista de terroristas domésticos se ele não concordasse em se tornar um informante.

Também são apresentados os ativistas Ryan Shapiro e o advogado Jeffrey Luz, que usaram leis de liberdade de informação para descobrir a guerra do governo contra o movimento dos direitos animais – uma cruzada apoiada pelas corporações multinacionais que exploram animais.

Ativistas ou Terroristas? foi ao ar no dia 19 fevereiro na Pivot TV e é um dos dez episódios de uma série de documentários chamada “Verdade e Poder”, sobre como as instituições privadas e governos violam a confiança pública.

Segundo os produtores, a série “destaca as histórias de pessoas comuns que vão a extremos para expor a injustiça em grande escala:  de empresas que receberam contratos governamentais lucrativos a prisões privadas perigosas, e a governos que utilizam a tecnologia de coleta de dados para recolher grandes quantidades de informação sobre os seus cidadãos. ”

Donny Moss é um ativista dos direitos animais sediado em Nova York. Em 2008, Moss fez um premiado filme que documenta o negócio de carroças puxadas por cavalos em NYC. De 2009 a 2013, ele liderou uma campanha bem sucedida para acabar com a carreira política de uma funcionário público concorrendo para prefeito que bloqueou a legislação de proteção animal em Nova York por oito anos.

Fonte: Alternet  – Com tradução livre do Veggi & Tal.

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016