Na Espanha, milhares de pessoas se manifestam pelos direitos animais

A manifestação realizada neste sábado em Madrid pediu o fim do especismo, sob o slogan ‘respeito e liberdade para os animais’

manifestacao-espanha

credito da foto: Tras Los Muros

Durante o protesto realizado neste sábado em Madrid, participantes cantavam slogans como “não pare até chegar o dia em que cada gaiola esteja vazia”,”não é normal, nem natural nem necessário: comer animais é crime”, ou “nem touros nas praças, nem vacas nos pratos, ou tigres em circos ou couro nos sapatos”.

Pessoas passeando pelo centro de Madrid durante a tarde de sábado assistiram com curiosidade uma paisagem de guarda-chuvas e bandeiras de todos os tamanhos e cores possíveis, com fotografias de animais e slogans entre os quais incluíam: “O veganismo não é uma opção . É uma postura contra a opressão “; “não me divirto com o sofrimento”, “nem matadores nem matadouros”ou “não é comida: é violência”.

Esta ação pretendia visibilizar o especismo (ou discriminação em relação aos outros animais com base no fato de não pertencer à espécie animal humana) como parte de um regime violentamente hierárquico, em uma manifestação realizada todos os anos, por ocasião do Dia Internacional do Veganismo (1 novembro). Com informações do site Diagonal.

As diferentes realidades da exploração animal

Os manifestantes denunciaram a violência especista que se materializa diariamente em várias áreas: desde a alimentação, passando ao vestuário, entretenimento, ou experimentação. Por isso, a comitiva, liderada por uma bandeira onde se lia o lema da manifestação (respeito e liberdade para os animais) abriu uma marcha organizada em três blocos distintos, denominados respectivamente “expressões do especismo”, “outra forma de se relacionar com os animais é possível” e ” cair lutando”.

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2017