Na Inglaterra, fazendeiro abandona pecuária e doa rebanho para santuário animal

Jay Wilde, de 59 anos, que possui uma fazenda em Ashbourne na Inglaterra, enviou 63 indivíduos para um centro de resgate de Norfolk, já que não podia mais enviá-los para a morte.

O Sr. Wilde, vegetariano há 25 anos, assumiu a fazenda da família quando seu pai morreu.

“As vacas têm boas lembranças e uma série de emoções. Elas formam relacionamentos. Eu até as vi chorar”, disse ele.

“Foi muito difícil fazer o meu melhor para cuidar delas e depois enviá-las para o matadouro para o que deve ser uma morte aterradora”.

O Hillside Animal Sanctuary disse que 30 das vacas estão grávidas e todos os animais “viveriam suas vidas essencialmente como animais de estimação”.

A fundadora do santuário, Wendy Valentine, disse que o Sr. Wilde não é o primeiro pecuarista a lhes doar seu rebanho.

Ela lembra um casal que “não poderia suportar continuar a produção leiteira e manteve suas vacas como animais de estimação com a ajuda do santuário”.

O Sr. Wilde, que passou da produção leiteira para a produção de carne orgânica com a morte de seu pai em 2011, disse que sempre quis abandonar a produção animal porque “não podia acreditar que era certo comê-las”.

Ele acredita que a produção de laticínios é particularmente difícil porque os bezerros e as vacas ficam muitas vezes angustiados com a separação.

“Estou aliviado por tomar a decisão de não criar animais, algo que eu sempre achei bastante perturbador”, disse ele.

Ele disse que “uma falta de imaginação” anteriormente o impediu de mudar da pecuária para a agricultura.

O Sr. Wilde agora manterá uma fazenda vegana e orgânica, que funcionará sem usar produtos de origem animal ou fertilizantes. As informações são da BBC.