O que fazer quando seu filho(a) se torna vegan

O que fazer quando seu filho(a) se torna veganO anúncio de que um jovem se tornou vegano pode ser causa de preocupação à família, especialmente aos pais. Receio de que o filho fique mal nutrido, aumento nas contas do supermercado, ou simplesmente trabalho extra na cozinha, estão entre os receios mais comuns. Estes medos são normais. Um pouco de compreensão, muito amor e informação irão lhe tranquilizar.

Aqui estão algumas maneiras de abrir as linhas de comunicação sobre o veganismo:

– Entenda o que o veganismo é. Seu componente mais óbvio é uma dieta estritamente à base de vegetais. No entanto,os vegans estão empenhados em eliminar toda a exploração animal.

– Respeite a escolha do seu filho ou filha. A adolescência é um momento para os jovens desenvolverem a sua própria visão única do mundo, que pode incluir idéias e filosofias que contradizem seus pais. Escolher ser vegan é muitas vezes o resultado de longa e profunda reflexão sobre como viver uma vida ética.

– Descubra o quanto seu filho sabe – e peça a ele para lhe ensinar. Suas dúvidas sobre se ele será capaz de obter os nutrientes de que precisa pode ser infundada. Se seu filho fez alguma pesquisa e estudou sério sobre veganismo, é capaz que ele tenha um bom conhecimento sobre o que comer para obter um crescimento saudável.

– Aprender juntos. Ler e discutir livros sobre veganismo e receitas veganas com seu filho pode ser uma excelente maneira de aprender e de se aproximar.

– Verifique se seu filho ingere proteína suficiente, vitamina B12 e Omega-3. Proteína está presente em muitos alimentos veganos comuns, especialmente legumes e grãos integrais. B12 é mais difícil de obter a partir de uma dieta vegana, por isso, é importante medir os níveis do nutriente no organismo e suplementar. O  Omega-3 pode ser obtido através de linhaça ou chia. Uma consulta com um nutricionista que tem conhecimento sobre o veganismo é altamente recomendada.

– A alimentação vegana exclue alimentos de origem animal, mas muitos ingredientes básicos, tais como especiarias, óleos vegetais e farinha por exemplo, são os mesmos de sempre.

– Incentive seu filho vegano a assumir a preparação de alimentos de vez em quando. Você estará recebendo uma folga, enquanto ele ou ela ganha habilidades importantes de sobrevivência na vida adulta.

– Divirta-se. A parte mais importante de fazer refeições em família é desfrutar a companhia uns dos outros e promover a proximidade. Concentre-se em bons sentimentos e conversa agradável. E depois do jantar, relaxar juntos, ocasionalmente com uma atividade favorita da família … talvez assistindo a um filme, acompanhado por uma grande tigela de pipoca (naturalmente vegan).

Artigo traduzido e adaptado do site Care2.

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016