‘Segue normas nacionais’, diz Fiocruz sobre pesquisa com animais na Bahia

Fundação foi proibida pela Justiça de realizar experimentos em animais.

'Segue normas nacionais', diz Fiocruz sobre pesquisa com animais na BahiaA Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), proibida pela Justiça de realizar testes experimentais em animais, informou através de nota que segue “todas as diretrizes nacionais” e “prima pelas condições de qualidade e biossegurança que regem todas as pesquisas institucionais”. De acordo com a decisão, que começou a valer no domingo (11), foi constatada a utilização de cães sem raça definida como cobaias de experimentos com microorganismos da Leshimaniose.

Segundo a Fiocruz, as pesquisas científicas envolvendo animais “são pautadas pelos princípios de bem-estar animal”. A empresa afirma que busca utilizar “o menor número possível de animais a cada experimento” e substituir “o uso de animais por outra estratégia sempre que tecnicamente viável”.

A fundação diz ainda que “a ciência não pode prescindir do uso de animais em experimentação” e que os medicamentos, vacinas e alternativas terapêuticas disponíveis atualmente para uso humano dependeram de experimentação em animais.

Decisão

A determinação é do juiz Manoel Ricardo D’Ávilla, da 5ª Vara da Fazenda Pública. Na liminar, consta que a fundação usa 48 cães e que, desses, seis já foram sacrificados por conta da doença.

“Descobrimos que os animais estavam sendo usados para experimentação, sendo infectados com o pretexto de descobrir novas vacinas. Eles estavam coletando animais, supomos que na rua. Eles eram trazidos e infectados. Depois que chegavam em um estágio avançado eram sacrificados e substituídos”, afirmou Juliana Rios, conselheira da Organização Não Governamental Associação Célula Mãe, responsável pela denúncia.

Com a determinação, a Fundação está temporariamente proibida pela Justiça de continuar com os experimentos nos animais e é obrigada também a tratar os cães que já foram infectados nos procedimentos anteriores. Em caso de descumprimento, a Fiocruz deve pagar multa diária de R$ 3 mil.

Fonte: G1

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016