Ex-jogador pede à seleção inglesa que adote o veganismo

Ex-jogador pede à seleção inglesa que adote o veganismoNeil Robinson é um ex-jogador do clube inglês de futebol Everton. Ele foi o primeiro jogador de futebol profissional a se tornar vegano, por razões éticas. Deixou de consumir produtos de origem animal em 1980, no auge da sua carreira de atleta e ficou tão impressionado com os benefícios para a sua saúde e condicionamento físico que agora pede à toda a seleção da Inglaterra que adote uma alimentação vegana, para impulsionar seu desempenho.

Leia abaixo um trecho de entrevista com o ex-jogador, feita pelo Peta:

O que te inspirou a se tornar vegan?

Minha inspiração foi meu irmão mais velho, John. Eu me tornei vegetariano em 1970, quando tinha 13 anos de idade, somente por razões éticas – John havia se tornado vegetariano há alguns meses. Eu nunca tinha ouvido falar do veganismo nesta época, mas quando fiquei mais velho, o veganismo apareceu no meu “radar” mas eu nunca pesquisei a respeito, ignorantemente acreditando que não havia nada de errado com vacas “felizes”, dando seu leite para nós consumirmos. No início de 1980, após John novamente assumir a liderança e se tornar vegano, entrei em contato com a Sociedade Vegana para mais informações. Ao ler a literatura, tornou-se tão evidente para mim que as indústrias de laticínios e ovos eram tão cruéis com os animais quanto a indústria da carne – se não pior, porque a vida dos pobres animais são prolongadas em tais condições terrivelmente limitadas até que não sejam capazes de fornecer “comida”aos seres humanos – e então são abatidos.

Você notou algum benefício em suas habilidades atléticas após se tornar vegano?

É difícil pensar em voltar tão longe agora (mais de 34 anos atrás!) e eu estava muito bem de qualquer maneira, mas eu lembro de me sentir muito em forma na minha primeira pré-temporada vegana. A partir daí, minha forma física foi mantida nos mesmos níveis nos restantes 10 anos da minha carreira no futebol profissional. Acho que o testemunho disso é o fato de que nenhum dirigente, treinador ou jogador com quem joguei, nunca questionaram minha forma física ou minhas capacidades – na verdade, eu sempre estive entre o top 3 dos jogadores em melhor forma física em todos os clubes que joguei. Boa forma movida à plantas domina!

Muitos atletas de alto nível – incluindo o boxeador David Haye, a ciclista olímpica Lizzie Armitstead e o campeão de squash James Willstrop – se tornaram vegetarianos ou vegans. Você acha que estamos propensos a ver mais “atletas sem carne” no futuro?

Sem dúvida! O veganismo vai crescer muito! Na verdade, uma das razões de eu estar fazendo palestras agora é tentar chegar ao mundo esportivo para informá-los de que seguir uma dieta de origem animal para ter boa forma está baseado somente na ignorância e em opinião da Idade da Pedra. Sim, alimentos de origem animal são fontes de proteína, mas eles também são uma fonte muito significativa de coisas que causam problemas de saúde em humanos, e atletas certamente não estão excluídos disto! Se um atleta não se importa de se tornar vegano por razões éticas, então ele precisa fazê-lo, pelo menos, para a sua própria saúde e uma dieta vegana pode fornecer todos os nutrientes de que um atleta necessita para competir ao mais alto nível.

Que conselho você daria para quem está curioso sobre virar vegan, mas não sabe por onde começar?

Não se intimide de forma alguma, porque é muito mais fácil do que as pessoas pensam, desde que se faça alguma pesquisa, e há tão boas fontes de informação lá fora, agora, com o advento da Internet e mídias sociais, que não deve dar errado.

O veganismo não é apenas uma dieta, é um estilo de vida ética com base no consumo de alimentos exclusivamente vegetais. A maioria dos restaurantes pode fornecer alternativas veganas a partir do seu menu, ou se você contatá-los com antecedência, eles devem estar dispostos a oferecer uma alternativa vegana de sua escolha. Um site surgiu com este grande slogan: Seja vegan e ninguém será ferido!”, Absolutamente perfeito! Se você está pensando em ser vegano, basta manter este slogan vivo em sua mente.

Clique aqui para ler a entrevista completa (em inglês)

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016