Pode-se alimentar gatos com uma dieta vegetariana?

Confira a opinião do especialista

denuncia-maus-tratosOs pequenos predadores, como os gatos, quando caçam pequenos animais, como ratos e pássaros, os mastigam e ingerem integralmente. Como sabemos, o aparelho digestivo da presa sempre está repleto de vegetais, folhas e grãos, alguns já digeridos, outros ainda não. Essa dieta naturalmente onívora, quando consumida pelo predador, é digerida e assimilada corretamente. Portanto, uma dieta onívora ou totalmente vegetariana, de acordo com os avanços tecnológicos, pode ser considerada como natural, tanto para grandes felinos, como os leões, quanto para pequenos carnívoros.
Em todos esses anos de evolução, a espécie humana, o gato e o cão se adaptaram a uma dieta onívora e até à vegetariana. Mas em pleno século XXI há quem duvide disso e ainda bata os pés dizendo que cães e gatos são exclusivamente carnívoros. Alguns dizem que o cão é um carnívoro facultativo e, por este motivo, já se conformaram e aceitaram as dietas vegetarianas para cães, mesmo que a contragosto. A seguir, responderei às perguntas mais frequentes sobre dietas vegetarianas para gatos.

1. O gato pode ter uma vida totalmente saudável com uma dieta vegetariana?

Sim! Ambas as dietas propiciam uma alimentação adequada, isto é, se estiverem devidamente balanceadas e condicionadas de acordo com as exigências nutricionais dos gatos.

2. O gato sofrerá a falta de algum nutriente?

Os gatos que recebam dietas vegetarianas específicas não poderão sofrer com a falta de nenhum nutriente, porque a dieta estará devidamente formulada, equilibrada e atenderá a todas as exigências nutricionais específicas. As referências para a formulação das dietas e as exigências nutricionais para gatos e cães estão publicadas pelo National Research Council, no livro Nutrients Requirements of Dogs and Cats em 2003, e no Brasil em trabalhos publicados pelos nutricionistas e pesquisadores Aulus Carciofi, da UNESP, e Flávia Saad, da UFLA.

3. Quais os ingredientes que seriam mais indicados e que trariam mais benefícios?

Como fontes de energia: as farinhas de arroz, trigo, aveia, milho, germe de milho, cevada, sorgo e óleo de linhaça. Como fontes de proteína: farelos de glúten de milho, proteína texturizada de soja e levedura de cerveja. Não existe ingrediente que seja universal, milagroso, completo, o mais forte e que traga mais benefícios aos animais – sejam eles gatos, cães ou humanos- ou ainda que substitua todos os outros ingredientes. O importante é não usar apenas uma fonte de energia ou de proteína na fórmula, mas sim três ou mais para formar uma mescla bem balanceada. Atenção: o fornecedor deve ser idôneo.

4. A dieta vegetariana é recomendada para gatos obesos, diabéticos, alérgicos, com problemas renais, cardiovasculares? Ela é uma ração “light”?

Não, em principio ela não é uma ração medicamentosa cuja finalidade é curar ou ainda prevenir doenças ou para que o animal perca peso. Uma dieta vegetariana é, dentro da classificação do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), uma ração completa da mesma categoria que as rações não vegetarianas.

5. As rações vegetarianas possuem Taurina e Carnitina?

Sim! As rações vegetarianas possuem Taurina e Carnitina sintéticas que são suplementadas. As fontes de proteínas animais contêm Vitamina B12, Taurina, Carnitina e Ácido ao Araquidônico, nutrientes que não são encontrados nas proteínas vegetais. Porém, isto não impede que se produza uma dieta exclusivamente vegetariana para gatos, pois existe produção sintética da Vitamina B12, Taurina e Carnitina. Quanto ao Ácido Araquidônico, não há problema, pois existe uma fonte desse ácido de origem não animal que está há muito tempo disponível no mercado internacional. Portanto, basta apenas que se suplemente convenientemente a dieta.

Conclusão

É possível e saudável alimentar gatos e cães durante toda a vida com uma dieta exclusivamente vegetariana. Perguntam-me qual conselho eu daria às pessoas que queiram adotar uma dieta vegetariana para seus animais de estimação, o gato e o cão. Após uma reflexão filosófica sobre a palavra conselho, lhes digo que há três opções. A primeira, nos caso dos tutores de cães, é comprar a ração vegetariana de uma indústria idônea do setor de alimentação animal brasileiro. A segunda é importar o produto que existe disponível no mercado internacional, no caso das rações para gatos. A terceira é fazê-la em casa, para tanto é necessária a assistência de um médico veterinário que seja nutricionista, para que ele receite e lhe oriente sobre como preparar, conservar e fornecer a dieta que dará ao seu gato ou cão. Relembro que no Brasil existe a ração vegetariana para cães há 13 anos, mas ainda não há disponível no mercado brasileiro uma ração vegetariana para gatos.

Walter de Albuquerque Araújo é médico veterinário CRMV-SP Nº 0730 e CRMV-BA 2922 “S”. Diretor Executivo de:WS – Consultoria & Nutrição Científica S/C Ltda.
Diretor e Membro Emérito do Colégio Brasileiro de Nutrição Animal – CBNA

Opções de ração vegetariana

Demos um giro pelo mercado internacional e encontramos algumas opções…

AMÌ

A fabricante italiana AMÌ planeja entrar no Brasil. Ela trabalha exclusivamente com rações vegetarianas para cães e gatos. A AMÍ é uma empresa 100% vegana. Saiba mais: www.amipetfood.com

Benevo Cat

O Benevo Cat é um alimento vegetariano seco e nutricionalmente completo. Inclui o prebiótico FOS para facilitar a digestão e possui um sabor rico, aromatizado com algas e levedura de cerveja natural. Saiba mais: www.benevo.com

Vegecat KibbleMix

Fabricado pela marca Hoana, o Vegecat KibbleMix possui baixas concentrações de magnésio e está de acordo com as exigências da Association of American Feed Control Officials (AAFCO). Saiba mais: www.vegepet.com

Fonte: Revista Pulo do Gato

Via Gato Verde

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016