Jornal Médico na Turquia deixa de publicar estudos que envolvam experimentação animal

Pesquisa conclui testes com produtos químicosEm editorial de setembro do Turkish Jornal of Gastroenterology, intitulado  “Moving Beyond Animal Models,” o  editor-chefe, Dr. Hakan Şentürk, escreve:

“Desde que me tornei o editor-chefe do Jornal Turco de Gastroenterologia 18 meses atrás, esta publicação aceita apenas manuscritos reportando pesquisas que não envolvem diretamente a utilização de animais. Esta política ainda está em vigor, e continuará porque encarna os altos padrões científicos e éticos que pesquisadores esperam de nosso jornal.”

O Dr. Şentürk explica que “os animais são modelos pobres para fisiopatologia humana” e cita inúmeros casos onde confiar em estudos feitos com animais enganou cientistas e fracassou com pacientes humanos desesperados por novas drogas e tratamentos para doenças diversas.

“Dadas as limitações dos modelos animais, publicar estudos feitos com animais seria induzir em erro a comunidade científica, à investigação fútil e dar falsa esperança ao público em geral. Isso é antiético. Nós encorajamos apresentações de estudos com  abordagens clínicas com relevância humana, tais como in vitro, in silico, e outros métodos não-animais, e nós desafiamos outros jornais científicos a fazer o mesmo. O Turkish Journal of Gastroenterology é um jornal ‘livre de crueldade’, tanto para animais humanos quanto não-humanos e acreditamos que esta política deve promover mudanças positivas no atual sistema de pesquisa e facilitar o necessário progresso da medicina.”

Você pode ler o editorial completo aqui (em inglês).

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016