Jurassic World aborda a exploração de animais para entretenimento

jurassic-worldDe acordo com o The Washington Post, os direitos animais são tema abrangente e bastante significativo do novo “Jurassic World”, quarto filme da franquia. Através das cenas cheias de ação (dado que se trata de um filme de dinossauros) os cineastas levantam questões de forma nem tão sutil sobre os problemas morais da criação de animais em cativeiro – e o que pode dar errado.

O artigo relata que o filme já atraiu algumas comparações “meia-boca” com Blackfish, documentário de 2013 que trata da exploração de animais em parques marinhos. Quando o trailer de “Jurassic World” foi lançado, alguns imediatamente apontaram para o fato de que o set se assemelhava suspeitosamente como um show da SeaWorld, quando um enorme Mosasaurus salta para fora da água e come um tubarão pendurado em um gancho. Aparentemente, as semelhanças entre os filmes não são acidentais.

“Sim, há um pouco da vibe [‘Blackfish’] nesta história”, Disse o diretor de “Jurassic World”, Colin Trevorrow ao SlashFilm . Ele compara os estragos causados no filme pelo Indominus Rex a uma criatura que cresceu em um ambiente igual ao da SeaWorld. “O nosso novo dinossauro … sai  matando por esporte porque ele cresceu em cativeiro”, disse Trevorrow. “É  como se fosse a orca de Blackfish que ficou doida, nunca soube sobre sua mãe e foi alimentada por um guindaste.”

Isso é exatamente o que acontece em “Jurassic World”, quando o Indominus Rex escapa de uma vida de isolamento e sai matando tudo à vista. Ainda de acordo com o artigo, a problemática da exploração de animais para entretenimento é apresentada em diversas situações no filme.

Jurassic World que teve estréia no Brasil no dia 12 está no topo do ranking nacional.

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016