EUA: Doador anonimo liberta 1.200 galinhas poedeiras

EUA: Investidor anónimo liberta 1.200 galinhas poedeiras e Cerca de 1.200 galinhas no norte da Califórnia preparam-se a liberdade na Costa Leste dos Estados Unidos, onde vão viver fora de gaiolas e com espaço suficiente para conseguirem abrir as asas. A operação Chicken Airlift teve início no mês passado com o telefonema por parte de um agricultor para o abrigo Animal Place – milhares de galinhas poedeiras, que já tinham “servido à sua utilidade”, estavam prestes a ser mortas com monóxido de carbono.

(na foto, integrante da ONG Animal Place que atua no resgate dos animais)

O grupo de defesa animal deu início a um esforço de resgate único que vai enviar todas as galinhas num voo de carga – que custou €38 mil (R$ 117 mil) –, da Califórnia para Nova Iorque. Daí, os animais serão transportados para abrigos onde poderão viver livremente, como nunca antes. O transporte aéreo será financiado por um dador anônimo.

“Elas serão capazes de abrir as asas e sentir a luz do sol pela primeira vez nas suas vidas. É uma alegria, honra e um privilégio para nós dar a estas galinhas uma segunda oportunidade”, disse Jenny Brown, do Woodstock Farm Animal Sanctuary, em Nova Iorque, que receberá 200 animais.

O Huffington Post revela que as galinhas serão transportadas para diferentes abrigos, sendo que neste já estão a ser preparados poleiros, relva e até uma área arborizada onde os animais poderão circular.

As galinhas poedeiras geralmente são abatidas após deixarem de pôr ovos. Estas, felizmente, conseguiram ser poupadas a um triste desfecho.

Com informações do Greensavers

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016