Limeira vai castrar 300 coelhos em área com superpopulação

Plano de adoção criado em parceria com ONG tem 100 pessoas na fila

coelhos-adocaoLimeira (SP) iniciou um plano de castração e adoção dos coelhos que vivem em uma lagoa do Jardim Piratininga, onde há superpopulação de animais da espécie. De acordo com a Prefeitura, a intenção é esterilizar 300 deles, o que equivale à metade dos que atualmente vivem no local.

Segundo a Prefeitura, um levantamento comprovou a proliferação descontrolada na lagoa, que fica dentro da área urbana. Os primeiros animais foram abandonados por um ex-criador, que desistiu da atividade, de acordo com moradores da região.

Dez coelhos já passaram pelo procedimento e a intenção é esterilizar 20 por semana, informou a administração municipal. A diretora do Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal da Secretaria de Meio Ambiente, Giuliana Clarice Mercuri Quitério Buzolin, diz que o principal objetivo é o controle populacional da espécie.

“Além do manejo reprodutivo, o projeto, que acontece em parceira com a Associação Limeirense de Proteção Animal, também prevê o plano de adoção dos coelhos, que já conta com 100 interessados cadastrados”, afirmou a diretora.

Giuliana destaca ainda que a adoção segue parâmetros determinados por lei. “Qualquer pessoa que se dispõe a receber um animal precisa atender aos critérios da posse responsável, como ser maior de 18 anos e ter condições de abrigá-lo com espaço e tratamento adequados”, lembrou. Ela disse a população não deve alimentar os animais, já que eles encontram comida adequada na natureza, como flores, raízes e grama.

As informações são do G1.

Para acompanhar o trabalho que está sendo realizado ou manifestar interesse em adotar um coelho, acesse o site da ALPA – Associação Limeirense de Proteção aos Animais

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016