Manifestantes marcham para salvar elefantes e rinocerontes

marcha-elefantes-rinocerontes

Em Nairobi, 3 mil pessoas participaram da manifestação. Foto: divulgação Facebook

Manifestantes em Nairobi, Joanesburgo e Londres realizaram marchas no último sábado, exigindo a suspensão da caça de elefantes e rinocerontes.

Em Joanesburgo, um veículo que transportava uma escultura de rinoceronte levou manifestantes anti-caça, enquanto em Londres ativistas em fantasias de elefante pediram pelo fim do comércio de marfim.

As manifestações foram parte do que os organizadores chamaram de “marcha global ” pelos rinocerontes e elefantes, cujas populações foram severamente reduzidas por redes criminosas que vendem chifre de rinoceronte e marfim de elefante por preços elevados, especialmente em partes da Ásia.

Os organizadores dizem que mais de 35.000 elefantes são mortos todos os anos para suas presas serem esculpidas e utilizadas em bugigangas feitas de marfim. Um rinoceronte é abatido a cada 8 horas por seu chifre. De acordo com os organizadores, a única esperança de sobrevivência destes animais encontra-se em um fim imediato ao comércio de marfim e chifre de rinoceronte tanto “legal” quanto “ilegal”, para que eles possam ter a chance de se recuperar de décadas de matança em massa.

Os organizadores querem que os governos se concentrem mais em proteger a vida selvagem, mas reconhecem que os grandes desafios como a pobreza, a corrupção estatal e aplicação frágil da lei facilitam a prática criminosa.

Proibição do comércio de marfim

No mês passado, o presidente Barack Obama e o presidente chinês, Xi Jinping  concordaram em implementar proibições sobre o comércio de marfim.

“Por que não uma proibição total?”, Perguntou Dex Kotze, um organizador da marcha em Joanesburgo.

Fonte: Voice of America

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016