10.000 marcham na maior parada pelos direitos animais já realizada em Israel

tel-aviv-parada

A marcha, agora em seu terceiro ano, foi realizada para aumentar a conscientização sobre a violação dos direitos dos animais. Os participantes diziam palavras de ordem e seguravam cartazes protestando contra o consumo de produtos de origem animal, bem como cartazes opostos à experimentação animal. “Justiça, compaixão, veganismo” e “carne é assassinato” eram repetidamente entoados.

Os organizadores do protesto pediram uma investigação abrangente sobre o incêndio de um canil pertencente a Let the Animals Live, organização sem fins lucrativos local, exigindo penas severas para os autores. Apelaram também pelo fim de carregamentos de vitelos e cordeiros vivos vindos da Austrália e da Europa, a cessação das reformas do mercado avícola, o aumento dos orçamentos para a esterilização ou castração de cães e gatos, bem como a imposição de responsabilidade criminal a diretores de empresas flagradas por abusar de animais.

“Enquanto estamos aqui esta noite, a conversa em outro lugar é bem diferente. Eu imagino que vamos ser acusados de estarmos desconectados da realidade, como parte da bolha Tel Aviv “, disse a jornalista e mediadora da manifestação Orly Vilnai, referindo-se aos recentes ataques terroristas. “Temos de continuar essa conversa, a fim de permanecer sã”, acrescentou. Ela observou que, alguns anos atrás, teria sido inconcebível tantas pessoas participando de um comício de apoio aos direitos animais.

Miki Chaimovitz, jornalista, acrescentou que “por muitos anos, parecia que éramos um grupo pequeno e marginal que não devia ser levado a sério. A afluência esta noite mostra que este não é o caso. Há muitos de nós aqui porque é hora de mudar as atitudes das pessoas para com os animais. Estou plenamente consciente de que há sempre uma notícia mais importante. Mas eu tenho uma notícia para você: direitos animais é um tema importante “.

A marcha foi iniciada e organizada por uma série de grupos, incluindo  Let the Animals Live, Anonymous, Vegan Friendly, the Israeli Society for the Abolition of Vivisection, the Ginger (Zangvil) animal rights group, the Front for Animal Liberation, Freedom Farm e outros.

Fonte: Haaretz

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016