5 mitos ridículos sobre o leite de vaca

5 mitos absurdos sobre o leite de vacaApesar de seu exterior puro, inocente e cremoso, o leite tem um lado muito mais sombrio e que a indústria de laticínios não quer que você descubra.

O leite é muito mais do que apenas uma bebida, é um fenômeno cultural que pode ser observado a milhares de anos, mas, apesar de toda a pesquisa provando que o leite é prejudicial tanto para nossas vidas quanto para as vidas das vacas, os mitos do leite ainda soam altos e claros.

 

Mito 1 – Você precisa de leite de vaca para obter cálcio

O leite não é a melhor fonte de cálcio, pelo contrário: o cálcio contido no leite de vaca é mal absorvido pelo corpo humano.

Uma dieta livre de leite não vai deixá-lo carente de cálcio: a maioria dos alimentos ricos em cálcio do planeta vêm de plantas, especialmente vegetais verde escuros, como couve, espinafre e brócolis.

Mito 2 – Leite de vaca lhe dará ossos fortes

Da mesma forma que afirmam que precisamos do leite de vaca para obter cálcio, também é dito que o leite de vaca é a forma como nós conseguimos ossos bons, fortes e saudáveis. Isso não poderia estar mais longe da verdade. De fato, esse mito ridículo é tão perigoso que é difícil de acreditar que publicitários estão autorizados a utilizá-lo.

A pesquisa mostrou que o leite exaure o cálcio dos nossos ossos e aumenta o risco de fratura, e é por isso que os países com a maior taxa de osteoporose são aqueles onde as pessoas bebem mais leite!

Mito 3 – O leite de vaca não é cruel

As propagandas americanas que exibem celebridades ostentando bigodes de leite, ou ainda as propagandas fantasiosas da vaquinha feliz na fazendinha, não podem esconder o lado feio da indústria dos laticínios. Os bezerros são tirados de suas mães poucas horas depois de terem nascido, onde são alimentados com substitutos do leite e muitas vezes vendidos para a indústria de vitela, onde passam meses acorrentados pelo pescoço incapazes de andar, esticar as pernas, e até mesmo virar, para então serem mortos.

As mães vacas também são obrigadas a suportar enorme sofrimento e crueldade. O estresse causado por condições precárias em fazendas industriais leva à claudicação, doenças e problemas reprodutivos tornando-as “inúteis” em apenas 4-5 anos (sua vida natural é de 25 anos), momento em que elas são enviadas para abate.

Mito 4 – As vacas precisam ser ordenhadas

Por alguma razão, o mundo inteiro crê na ilusão de que as vacas precisam ser ordenhadas, caso contrário suas tetas vão explodir – em outras palavras, por ordenha-las na verdade estamos lhes fazendo um favor. Este mito é uma completa mentira.

Vacas só produzem leite para alimentar seus filhotes. Se elas não tiverem bebês, não produzirão leite. Simples. Para manter as vacas em lactação, os agricultores as emprenham por meio de inseminação artificial, uma vez por ano. Este processo traumático  força as vacas no que é conhecido pela indústria como um “rape rack.” (algo como estupro e tortura).

Mito 5 – Leite de vaca é para seres humanos

Ninguém pode negar que o leite de vaca é uma excelente fonte de alimento … para bezerros. Este incrível alimento é essencial para filhotes de vaca em seus primeiros meses de vida, mas uma vez desmamados eles nunca  mais vão beber leite, e isso é o mesmo que ocorre com todas as espécies de mamíferos do planeta. É por isso que não faz sentido que seres humanos bebam leite animal.

Como se isso não fosse motivo suficiente, o leite de vaca contém em média três vezes a quantidade de proteína do leite humano, contribuindo para uma variedade de doenças e enfermidades.

Derrubar estes mitos pode ser o incentivo que você precisa para abandonar o leite e seus derivados.

Texto traduzido e adaptado do One Green Planet.

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016