Utilizações dos óleos vegetais e óleos essenciais em tratamentos de pele

Propriedades dos óleos vegetais e essenciais e suas utilizações na saúde, beleza e proteção da pele

Utilizações dos óleos vegetais e óleos essenciais em tratamentos de pele

Diversos óleos vegetais e essenciais possuem propriedades benéficas para a pele, promovendo tratamento natural, combatendo afecções variadas e protegendo a pele. Destacamos alguns destes óleos por suas excelentes qualidades e por substituírem de maneira eficaz produtos industrializados não-veganos e/ou agressivos à saude e ao ambiente.

Oléo vegetal de Buriti– É um excelente filtro solar, que pode ser passado diretamente no corpo. Possui grande concentração de betacaroteno, que combinado com o ácido oleico, explica sua capacidade de absorver e emitir luz. E com uma vantagem em relação a outros óleos: o óleo de buriti absorve até a luz ultravioleta (UV) e uma pequena parte da luz visível, funcionando como um filtro do tipo de radiação prejudicial à saúde. A aplicação deve ser uniforme, para não causar manchas na pele.

Óleo vegetal de Copaíba – Utilizado por índios como anti-séptico, germicida e cicatrizante. Eficaz no tratamento de diversas doenças pele, como feridas, eczemas, psoríase, urticárias e acne. Atua também como anti-inflamatório. Pode ser utilizado para tratar afecções do couro cabeludo tais como caspa e seborréia, além de agir como doador de brilho.

Óleo vegetal de Rícino – Alguns problemas na pele são causados por fungos e bactérias, e o óleo de rícino é altamente eficaz no seu tratamento, pois possui ácido undecilênico, que tem ação fungistática. Micose, úlceras de pele, erupções cutâneas, verrugas, prurido cutâneo,  queimaduras de sol etc. são alguns exemplos de doenças tratáveis com esse óleo. Fissuras nos tornozelos e pés podem ser tratados com o óleo, bastando massagear os pés após imersão em água quente por um curto período de tempo. Rugas que aparecem ao redor dos olhos também vão desaparecendo com o uso dele, que promove a produção de colágeno e elastina.

Óleo essencial de lavanda – É um excelente anti-séptico e cicatrizante. Pode ser usado em queimaduras, feridas, picadas de inseto, ferroadas de abelha, dermatites, bolhas e qualquer tipo de inflamação de pele.

Óleo essencial de cedro – possui ação sedativa, adstringente e anti-séptica, atenuando os comichões. É muito bom para acne, pele oleosa e seborréia (cabelo oleoso, caspa),  eczema, dermatite e psoríase.  É ótimo repelente, incluindo mosquitos, traças, larvas de carunchos e até ratos.

Óleo essencial de citronela – É antisséptico e também funciona como ótimo repelente de insetos, sendo seguro tanto para humanos quanto para animais. Pode ser usado na pele ou em aromatizadores de ambiente para espantar os insetos.

Importante: Os óleos essenciais são altamente concentrados e por isso não devem ser utilizados diretamente sobre a pele; antes de aplicar, dilua em óleo vegetal, como óleo de amêndoas, de girassol, de rícino, de copaíba, de semente de uva, etc.  Dilua até 20 gotas de óleo essencial em 3 colheres de sopa de óleo vegetal (aproximadamente 30 ml). Alguns óleos podem causar irritação da pele de pessoas sensíveis; notando sinais de reação, suspenda o uso.

Fontes de consulta: Phytoterápica  – R7Terra da Gente

 

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016