Parada Veg 2012 pede “paz no prato”

Usando máscaras, camisetas verdes, faixas e cartazes, cerca de 300 pessoas participaram de uma passeata em São Paulo para divulgar a causa vegana

parada veg 2012O movimento, convocado na internet pela Sociedade Vegetariana Brasileira, teve início na avenida Paulista por volta das 10h e rumou para a praça Roosevelt, no centro, às 16h30. Uma faixa da rua da Consolação chegou a ser interditada durante o trajeto. (clique na imagem ao lado para ampliá-la)

Em sua quarta edição, a Parada Veg teve neste ano o lema: “A Paz Começa no Prato”.

“A partir do momento que se tira a vida do animal, não tem como se falar de paz”, diz a atriz Sulivan Sena, 27, uma das organizadoras do evento. “O animal é explorado, submetido a tortura. É um hábito que a gente tem que transcender”, completa.

Em uma performance na praça, atores representavam um frango ensanguentado, um boi que carregava um cifrão e um açougueiro que golpeava o planeta Terra.

A socióloga Marly Winkler, 58, presidente da entidade organizadora e vegetariana há quase 30 anos, explica a apresentação: “Há impactos da nossa alimentação também sobre o meio ambiente. Na Amazônia, 80% do desmatamento é causado pela pecuária e pela soja”.

A produtora de cinema Fernanda Mayrinck, 35, veio do Rio de Janeiro só por causa do ato. “É absolutamente importante difundir essa causa para um mundo melhor. É uma indústria do mal essa indústria do consumo de animais”, afirma a carioca, que também organiza uma mostra com documentários sobre o tema.

No final do ato, já de noite, os organizadores serviram uma “feijoada vegana”: feijão preto, cenoura, batata, amendoim e presunto vegetal defumado.

Fonte: Folha

Nós também estivemos lá na Praça do Ciclista, e registramos nosso integrante mirim lendo o cartaz:

Parada veg

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016