Como parar uma briga ou ataque de cachorros de maneira segura

Foto: Pixabay

Brigas entre cães e ataques podem acontecer em muitas situações, costumam ser assustadores e podem resultar em ferimentos para animais humanos e não-humanos. Para não entrar em pânico é bom estar preparado, sabendo como terminá-las da melhor forma possível:

Sinais de uma briga potencial entre cães

O cenário mais seguro é aquele em que a briga entre cachorros termina antes mesmo de começar. Geralmente, uma briga entre dois cães aumentará gradualmente. Os cães não vão direto para uma briga, em vez disso, darão sinais de alerta uns aos outros com linguagem corporal e grunhidos de advertência. Os cães se comunicam através de sua linguagem corporal e também conhecem a linguagem corporal do humano com o qual convivem. Muitos dirão que uma mordida de cachorro ou uma luta aconteceu sem provocação, mas os cães mostrarão sinais antes de recorrer a uma briga.

Linguagem corporal de um cão agressivo:

  • Enrijecer seu corpo e pernas
  • A cauda ficará mais baixa e reta
  • Ele pode rosnar
  • As orelhas ficam achatadas contra a cabeça e sua cabeça fica abaixada
  • Os pelos nas costas e ao redor de seus ombros ficam arrepiados
  • Olhar fixo
  • Os lábios podem ficar em posição de rosnado

Linguagem corporal de um cão assustado:

  • Cauda entre as pernas
  • As costas ficam arqueadas, a cabeça e a parte traseira ficam mais baixas
  • As pernas ficam ligeiramente dobradas
  • Ele pode virar a cabeça e olhar com o canto dos olhos, mostrando o branco dos olhos enquanto também tenta evitar ver o que está lhe causando preocupação ou o medo (conhecido como”olho de baleia”)

Se um cão montar outro cachorro (é uma exibição de dominância), isso pode se transformar em uma briga. Se o seu cão continuar a cheirar outro cão que está mostrando sinais de medo ao ser cheirado, pare-o.

É importante notar que nem sempre que um cão encontra outro e brinca com ele, uma briga vai acontecer. Os cães podem mostrar os dentes durante uma brincadeira. Podem rosnar. Eles podem apenas estar brincando, mas se você sente que a brincadeira entre cães está ficando muito áspera e potencialmente prestes a se transformar em uma briga, distraia-os jogando uma bola, pedindo-lhes que venham até você ou mesmo quebrando a atenção do cão, dizendo ” Ei!”

Se os cães não estão respondendo à comunicação verbal, é necessária uma intervenção física. Alguém poderia se machucar seriamente e é importante tomar as medidas apropriadas com a maior rapidez e tranquilidade possível.

Como interromper um briga de cachorros

Sua primeira reação pode ser ficar diretamente no meio da luta, mas você estará melhor atrás do cachorro. Agarrar na coleira dos cães pode parecer um bom passo, mas ficar tão perto do rosto do cachorro enquanto ele está no meio de uma briga não é uma boa idéia.

O Método do carrinho de mão

Este é um dos métodos mais seguros para usar. Idealmente, duas pessoas vão acabar com uma briga de cães. Cada pessoa vai pegar os pés traseiros de um cão, levantar o cachorro do chão e caminhar para trás com eles. Os cães devem parar e é importante então manter os cachorros separados para que possam se recuperar.

Jogue água nos cães

Lançar água em cães é outra maneira de parar uma briga. Ou usando uma garrafa ou uma mangueira, direcione o jato nos cachorros e eles se distrairão. Latas com moedas dentro e buzinas de gás também podem funcionar.

Se o cão estiver com coleira e entrar em uma briga com um cão fora da coleira, solte a coleira antes que você ou o cão se enredem nela. Se dois cães presos entrarem em uma briga, solte as coleiras e use o método do carrinho de mão.

Se um cão pequeno está envolvido, não o levante ou pegue no colo, mesmo que seus instintos te digam para fazê-lo. Levantar um cão pequeno desencadeia um instinto de caçador em muitos cães, o que os conduz à presa e os excita a pular em você para pegar o cachorro pequeno.

Se você está introduzindo um cão novo a outro cão que já vive com você, ou simplesmente passa algum tempo em parques de cães, tenha em atenção a linguagem corporal do cão. As interações podem passar do positivo ao negativo rapidamente. Mas não seja paranóico ou evite permitir que o cão brinque com outros cães se eles são socializados, apenas seja responsável, para manter todos seguros. Com informações de One Green Planet.