Veja o que acontece quando se coloca presos para cuidar de animais abandonados

presos-resgateQuando os oficiais encontraram Santo, um cavalo cego abandonado ao lado da estrada, decidiram mandá-lo para a cadeia.

Ele não infrigiu a lei. O levaram para lá porque a cadeia tem seu próprio centro de resgate de animais no local, operado por um grupo de detentos entusiastas que passam nele boa parte de seu tempo atrás das grades. Durante os próximos oito anos de sua vida, Santo recebeu o cuidado e carinho que merecia.

Recentemente, a CNN registrou imagens dentro desta unidade de salvamento diferente de qualquer outra nos Estados Unidos.

Em 1994, a Monroe County Sheriff’s Animal Farm, na Flórida, começou como um pequeno lago para patos nas proximidades. Agora, é o lar de 150 animais que variam de cabras a kinkajous, que são cuidados todos os dias por um grupo de quatro reclusos e um biólogo em tempo integral, que supervisiona todo o programa.

O local recebe uma grande variedade de animais de toda a região. De cavalos deixados para morrer a animais de estimação exóticos cujos proprietários não querem mais, cada animal chegou à fazenda depois de ser “abandonado, abusado, confiscado ou doado”, disse a supervisora da fazenda, Jeanne Selander, ao Dodo.

Os detentos são gratos pelo que eles chamam de uma experiência única na vida.

“Eu sou um garoto da cidade. Eu sou de Nova York. Eu nunca vi uma vaca ou qualquer coisa assim,” um dos presos contou ao vídeo da CNN. ” Passear com um emu é muito legal, e eu provavelmente não terei outra oportunidade como essa no resto da minha vida.”

Ex-detentos são tão orgulhosos do trabalho que fizeram com os animais que alguns retornam ao centro após a sua libertação para mostrar a suas famílias como eles passaram  parte de seu tempo na cadeia.

Observar os detentos crescendo conforme cuidam dos animais tem sido uma experiência gratificante para Selander, que lembrou a alegria de ver os presos aprendendo a adaptar a cegueira de Santo usando suas vozes para se comunicar com ele.

Para os animais que passaram por seu próprio passado sombrio, o local oferece uma sensação de abrigo e segurança. Ele dá a seres humanos algo um pouco diferente: algum tempo ao ar livre, uma chance de mostrar compaixão e até mesmo senso de humor.

“Eu estou aqui apenas por um ano, sabe, e esses caras estão aqui sentenciados por toda a vida”, um dos presos disse para a câmera.

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016