“Naturaleza Muerta”, primeiro filme de ficção com temática vegana

“Naturaleza Muerta”, primeiro filme de ficção com tema veganoEstréia o primeiro thriller com temática vegana na história do cinema, Naturaleza Muerta, filme argentino dirigido por Gabriel Grieco:

“Em uma pequena cidade no interior do país, pessoas ligadas à indústria da pecuária começam a desaparecer inesperadamente e uma jornalista que chega ao local por acaso começa a investigar o mistério.
Depois de milhares de anos de tortura e abuso dos animais para roupas, alimentos e experiências científicas por parte do homem, a vingança animal tinha começado.”

Essa história de suspense e terror foi filmada durante quatro semanas em diferentes locais da cidade de Buenos Aires e La Rioja. O filme já participou de festivais internacionais, como Cannes (França), Sitges (Espanha), Fantastic Fest (EUA), Festival Morbido (México), Utopia (Israel) e em Ventana Sur, onde recebeu três prêmios, incluindo um “Melhor Filme” na seção Blood Window.

“Naturaleza Muerta surgiu de forma independente quando meu amigo Amin Yoma me propôs fazer um filme de terror e me pediu para dirigi-lo. Quando li o roteiro, eu disse que queria acrescentar algo meu, e bem neste momento estava investigando e fazendo spots televisivos para a Anima Naturalis, uma ONG que defende os direitos dos animais “, disse Grieco.

Grieco disse que quando começou a ver o material que existia sobre o tema, percebeu que “havia muito sadismo, muitas coisas eram assustadoras e existiam registros terríveis” de crueldade aos animais que comemos, como vacas, porcos e galinhas. A este respeito, ele disse que “há uma moral dupla, porque alguém sabe que há violência e crueldade com os animais, mas vai ao supermercado e compra do mesmo jeito, é como se não nos importássemos, olhamos para o outro lado e não queremos saber, isso me interessou muito e quando eu vi as imagens achei que era perfeito para um filme de terror. ”

“Isso é muito perturbador, e acontece o tempo todo. Talvez porque o terror está vinculado ao comercial, e porque faz a indústria de Hollywood vender e comercializar, a temática não é muito popular, é algo que as pessoas não querem ver”, acrescentou. Para o diretor, tudo isso tem a ver com terror, sadismo e alguma violência naturalizada em relação aos animais.  “Publicidade te vende a alegria do animal, não o terror. Às vezes, a publicidade e o marketing naturalizam isso”,  disse.

O diretor também observou que “há verdadeiros Psicokillers que gostam de matar animais, são doentes que transmitem toda a sua violência para eles. Dentro do gênero horror não há nenhum filme para refletir sobre o assunto. Por isso, quando o meu filme começou a circular em festivais, era vendido como o primeiro slasher vegan “.

O filme estréia dia 5 de março na Argentina, mas ainda não há divulgação sobre exibições no Brasil.

Com informações do site La Vos.

Assista ao trailer de Naturaleza Muerta (áudio em espanhol com legendas em inglês):

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016