Projetos propõem testes alternativos ao uso de animais em pesquisas

Edital da Rede de Métodos Alternativos selecionou 7 propostas de testes via simulação computacional para desenvolvimento em laboratório do governo

Projetos propõem testes alternativos ao uso de animais em pesquisasA Rede de Métodos Alternativos (Renama) selecionou sete propostas de testes in silico  (ou experimentação através da simulação computacional) voltados à predição de propriedades toxicológicas e farmacocinéticas de pequenas moléculas naturais ou sintéticas, candidatas a fármacos e cosméticos. Os projetos selecionados serão desenvolvidos no Laboratório Nacional de Biotecnologia (LNBio).

A seleção das melhores moléculas permite excluir substâncias pouco viáveis do processo de pesquisa, reduzindo o tempo, os investimentos e os testes em animais requeridos ao desenvolvimento de novos produtos.

As instituições que tiveram propostas aprovadas foram Cristália Produtos Químicos e Farmacêuticos, Eurofarma Laboratórios, Fundação Oswaldo Cruz, Grupo Boticário, Instituto de Tecnologia de Fármacos em Manguinhos (Farmanguinhos), Natura Inovação e Tecnologia de Produtos e Única Educacional.

O potencial das substâncias será analisado com base em simulações computacionais. Trata-se de métodos de bioinformática que preveem atividades biológicas, efeitos tóxicos, biodisponibilidade por via oral e possíveis interações moleculares.

A seleção foi feita com base no Edital 1/2014. Os estudos serão financiados com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), por meio da Renama.

Fonte: Portal Brasil

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016