Ringling Bros fecha após 146 anos

Ativistas dos direitos animais reivindicaram uma grande vitória no domingo, depois que Ringling Bros. e Barnum & Bailey Circus disseram que acabarão com o espetáculo em maio, depois de 146 anos de apresentações.

O infame show foi derrubado por uma variedade de fatores, incluindo altos custos operacionais e diminuição de frequências. Batalhas judiciais prolongadas e dispendiosas com grupos de direitos animais também contribuíram significativamente para a seu fechamento – mas aparentemente, a maior batalha perdida foi contra a opinião pública.

A maioria das pessoas não percebeu o que acontecia nos bastidores, disse Jan Creamer, presidente da Animal Defenders International, que conduziu investigações secretas em circos por 20 anos. Mesmo que apenas alguns circos tratassem mal os animais, as pessoas começaram a acreditar que simplesmente mantê-los em cativeiro e forçá-los a se apresentar era um tipo de crueldade, disse ela.

“As pessoas ficaram chocadas com a violência casual do dia-a-dia”, disse Creamer. “Nós não conhecíamos nada melhor. Agora, conhecemos. Como a Ringling descobriu, as pessoas estão melhor educadas e … reconhecem o sofrimento e a crueldade em outras espécies. Elas não querem ver os animais sofrerem por 15 minutos de entretenimento. ”

A Feld Entertainment, que era proprietária do circo, disse que a venda de ingressos caiu depois que os elefantes foram retirados para a unidade de criação e pesquisa da empresa. A empresa não especificou o que acontecerá com os animais restantes, que incluem tigres, leões, cavalos, cães e camelos, mas agendou uma conferência de imprensa segunda-feira para discutir a decisão. Funcionários da empresa recusaram-se a ser entrevistados no domingo.

Fonte: USA Today