SeaWorld não irá encerrar apresentações com orcas

seaworldA semana começou com uma enxurrada de notícias sobre o fim das apresentações com Orcas no parque SeaWorld. Mas, de acordo com a Slate, infelizmente não é isso o que vai acontecer.

A revista explica em seu site que, na tentativa de reverter o declínio nas visitações e reparar a imagem pública manchada da empresa, a SeaWorld anunciou nesta segunda-feira seu plano em aposentar a versão clássica de seu show com baleias, passado o próximo ano. Seu CEO, Joel Manby, disse durante uma reunião com investidores que a velha performance “teatral” será substituída em 2017 por “uma nova experiência com orcas” mais focada em “conservação” e enfatizando as baleias em “ambiente natural”.

Algumas reportagens saudaram a notícia, declarando que a SeaWorld vai “acabar” com apresentações de orcas, mas não é isso o que vai acontecer.

A SeaWorld tem lutado para corrigir os danos à sua reputação, após o documentário Blackfish. No ano passado, a empresa anunciou planos para construir um ambiente maior ao custo de $ 100 milhões para as baleias em San Diego. Mas o projeto “Blue World” encontrou uma barreira mês passado, quando a Comissão Costeira da Califórnia decidiu que a empresa só poderia proceder com a construção se também parasse de reproduzir orcas no parque.

A empresa disse que planeja processar a decisão da comissão. Mas parece que está chegando a um Plano B mais modesto, que pode melhorar um pouco sua imagem pública. Manby disse que mesmo se a SeaWorld ganhar este desafio, ainda pode não prosseguir com a Blue World e ele acredita que a empresa pode melhorar as condições das baleias “por muito menos dinheiro.”

O que exatamente será esse show mais “natural”? Pode apostar que ocorrerão dentro das mesmas prisões azuis nas quais as baleias estão atualmente (na verdade, Manby diz que o parque já testa versões destes programas mais “educativos” à noite). Quaisquer despesas de capital para enfeitar os tanques serão “mínimas”, disse Manby. Além isso, os shows provavelmente não envolverão baleias levantando treinadores no ar em seus focinhos. Mas haverá dança de baleia. Apenas dança natural de baleia. Os visitantes dizem “que querem que a experiência com orcas seja com atividades que as baleias tendem a fazer na vida selvagem,” Manby explicou. “Então, elas saltam em estado selvagem. Eles mergulham na natureza”. Mas algumas das outras coisas que são percebidas como truques treinados “são menos apreciadas pelos visitantes e, provavelmente, serão eliminadas”, disse Manby.

Não parece que SeaWorld irá mudar suas apresentações com baleias em outros Estados – no Texas ou na Flórida. Isso não é surpreendente, já que foi em San Diego que a empresa sentiu uma forte reação à Blackfish . Perguntado se outros parques podem ver mudanças semelhantes, Manby disse que a SeaWorld estava respondendo às preferências dos clientes na Califórnia. “Eles querem experiências que são mais naturais. E experiências que parecem mais naturais no meio ambiente “, disse ele. “Não é universal em todas as nossas propriedades.”

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016