Suécia considera a criação de um imposto sobre a carne para frear consumo

sueciaNa Suécia, a defesa da criação de um imposto sobre a carne está ganhando popularidade, na aposta de que esta é a melhor alternativa para reduzir o consumo.

A explosão populacional mundial, que exigirá uma quantidade cada vez maior de alimentos produzidos, além de fatores ambientais, como as emissões de gases do efeito estufa e mudanças climáticas, são argumentos utilizados na defesa do imposto sobre o consumo de carne.

Muitos defensores da tributação da carne calculam que a medida seria também um grande impulso para a economia agrícola da Suécia. A crença é que agricultores locais de frutas, legumes e grãos irão prosperar, assim que a carne estiver menos acessível. Como os analistas prevêem uma tendência global a longo prazo para a redução no consumo de carne, focar na produção de comida vegetariana agora poderia dar uma vantagem competitiva à Suécia nas próximas décadas.

Argumenta-se ainda que se o preço da carne estiver mais alto, o consumidor não poderá mantê-la em todas as refeições, diminuindo assim a demanda e consequentemente a quantidade de animais criados.

Não é a primeira vez que a Suécia explora a idéia. Há apenas dois anos, o Conselho de Agricultura da Suécia fez uma recomendação semelhante, embora o governo tenha considerado a proposta muito controversa para prosseguir, na época. Desta vez, no entanto, milhares de pessoas no país assinaram uma petição solicitando aos líderes que levassem a idéia de um imposto sobre a carne mais a sério.

Com informações do Care 2

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016