Alimentos transgênicos são veganos?

ogmsA Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira(28) o projeto que acaba com a exigência do símbolo de transgenia nos rótulos de produtos geneticamente modificados. Apenas produtos que apresentem mais de 1% de transgênicos em sua composição final precisarão ser rotulados. O símbolo do “T” preto dentro de um triângulo amarelo deixa de ser obrigatório.

A aprovação desta lei representa um grande retrocesso, e tornará praticamente impossível identificar quais produtos contém transgênicos, explica matéria no site do Greenpeace. A maior parte dos produtos que hoje são rotulados, garantindo aos consumidores brasileiros o direito à informação e escolha, não precisam mais exibir essa informação no rótulo, mesmo que tenham sido fabricados com matéria-prima 100% transgênica.

“O óleo de soja, por exemplo, amplamente usado pela população brasileira, não tem como ser testado para presença de transgênicos porque seu processo de fabricação destrói o DNA. Ou seja, você pode usar só grãos transgênicos na fabricação e ainda assim o teste não irá detectar”, explica Gabriela Vuolo, coordenadora da campanha de Alimentação e Agricultura do Greenpeace. O mesmo vale para margarinas, produtos contendo lecitina de soja (como chocolates e outros produtos industrializados), fubá, amido de milho e cervejas que contenham milho em sua composição – todos esses produtos têm o DNA destruído durante seu processamento sendo impossível, portanto, detectar a transgenia na composição final do produto.

Organismos geneticamente modificados (OGM), são criados usando tecnologia de DNA recombinante. Estas quimeras transgênicas são criadas através da inserção de DNA estranho nas estruturas de DNA existentes em plantas, animais e outros organismos vivos.

Cinco países crescem 90% das colheitas geneticamente modificadas do mundo; os EUA, Canadá, Brasil, Argentina e Índia.

As razões comumente oferecidas para a criação de transgênicos é que torna os alimentos mais nutritivos, aumenta o rendimento das culturas, etc . No entanto, os OGMs criados até o momento servem para fabricar pesticidas, ou para tornar as plantas resistentes a herbicidas que são vendidos pelas mesmas empresas que desenvolvem os OGMs. A verdadeira razão para existirem transgênicos é fazer com que as empresas multi-nacionais – corporações que lucram com a destruição de animais humanos e não-humanos e com a destruição do meio ambiente por anos – ainda mais ricas, novamente às custas de animais humanos e não-humanos e do meio ambiente.

A transgenia inclui adicionar genes de animais, como peixes, por exemplo, à vegetais, o que obviamente inclui a exploração destes animais para a extração de DNA.

Além disto, produtos transgênicos são testados em animais.

A melhor opção continua sendo evitar os transgênicos e consumir, sempre que possível, produtos orgânicos.

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016