Cosmética: UE bane em definitivo testes em animais

do Boas Notícias

UE bane em definitivo testes em animaisA União Europeia (UE) vai proibir, a partir de 11 de março de 2013, a importação e venda de produtos de cosmética testados em animais. A informação foi anunciada antecipadamente aos ativistas por um comissário europeu.
De acordo com um comunicado divulgado pela Newswire, o anúncio foi efetuado, de forma pessoal, por Tonio Borg, através de uma carta aos ativistas contra as experiências em animais.”Acredito que a proibição deverá entrar em vigor em Março de 2013, pois o Parlamento e o Conselho já decidiram”, escreveu Torg, acrescentando que a proibição não deve ser “adiada ou revogada”. “A decisão significa também que teremos de intensificar os esforços para o desenvolvimento, validação e aceitação de métodos alternativos, bem como o reconhecimento internacional desses meios”, afirmou ainda o comissário.
Na prática, a medida estipula que, a partir de 11 de março, qualquer pessoa que pretenda vender novos produtos e ingredientes cosméticos na UE não poderá testá-los em animais em nenhuma parte do mundo. A proibição estende-se a todo o tipo de produtos, desde os de higiene aos de beleza, dos sabonetes até à pasta de dentes e aos cremes de rosto.

Proibição está a ser muito comemorada

A novidade está a ser muito comemorada pela cadeia de lojas de beleza The Body Shop e pela organização Cruelty Free International que, após mais de 20 anos de campanha em nome do fim destes testes, veem o seu desejo concretizado.

A marca inglesa The Body Shop, que sempre se ergueu contra os testes em animais, vai ser das poucas não afetadas pela proibição e já se uniu à associação Cruelty Free Internacional para celebrar, por meio de várias iniciativas, até dia 11 de março, esta decisão.Os ativistas acreditam que a proibição possa constituir-se como inspiração para outros países que ainda exigem os testes em animais, como é o caso da China.
“Trata-se, de facto, de um evento histórico que assinala o fim de mais de 20 anos de campanha. Agora vamos aplicar a nossa decisão e determinação num palco global para garantir que o resto do mundo seguirá o mesmo caminho”, prometeu Michelle Thew, diretora executiva da Cruelty Free International
Já Paul McGreevy, diretor de valores internacionais da The Body Shop, deixou uma palavra de agradecimento aos clientes que têm apoiado, ao longo de muitos anos, a campanha da empresa contra os testes de cosméticos em animais. “Esta grande conquista na Europa é apenas o encerramento de um capítulo. O futuro da beleza deve ser sem crueldade”, concluiu.
A proibição da União Europeia a respeito da importação e venda de produtos de cosmética testados em animais começou a ser planeada em 2009, mas muitas empresas continuavam na esperança de que esta fosse adiada ou revogada.

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016