Uma revolução de paz

por Roberto Gonçalves Juliano

Uma revolução de pazA revolução na cozinha tem que ocorrer rapidamente. Os impactos que nossas práticas alimentares têm realizado sobre o meio ambiente devem ser contidos e, ao demais, os animais não podem esperar. Não muito mais.
Buscar na vida vegetariana (penso que é o caso da maioria das pessoas que neste momento leem o que escrevo) impacto zero sobre os ecossistemas leva automaticamente a uma busca de envolvimento a qualquer custo. Assim, é necessário encontrar meios para despertar consciências, mais e mais.
Na compreensão destas verdades, percebe-se como é importante cada passo, por menor que seja.
Mudar é sempre difícil (tente mudar a disposição dos móveis da sala) e abandonar uma cultura afigura-se quase como impossibiidade.
Entretanto, não é.
Há inúmeros exemplos de pessoas que renunciaram a seus hábitos e costumes alimentares e repensaram a herança deixada por seus avós: do arroz com feijão à melancia, não é necessário passar por pedaços de bichos mortos.
Todas as pessoas com as quais converso dizem a mesma coisa: que a cada dia sentem-se mais felizes com a decisão que tomaram e sentem uma recompensa no bem-estar de suas consciências.
Sim, muitos de nós encontram-se ainda anestesiados e nas visitas aos supermercados não questionam o que as gôndolas lhes oferecem; não pesquisam sobre o que lhes entra no organismo, nem mesmo na web; creem correta a mesa farta e variada que oferecem, quando podem, a suas famílias, indiferentes às armadilhas ocultas entre os odores deliciosos que seus sentidos reconhecem desde a infância mais longínqua.
Apesar disso, nós sabemos que é possível mudar sem renunciar aos sabores, sabemos que há proteínas em quantidades mais que suficientes para uma vida ainda melhor nos alimentos vegetais, sabemos que as proteínas animais não são necessárias, sabemos que hormônios e antibióticos devem ser buscados nas farmácias, quando for o caso, e não nos açougues, sabemos que os legumes, o tofu, o seitan e inúmeros outros ingredientes perfazem uma gastronomia rica, energética e saborosíssima.
Sabemos muito, mas precisamos nos esforçar mais e mais para que essas verdades sejam disseminadas até tornarem-se universalmente conhecidas. Temos uma tarefa pela frente. Vamos! Com boas receitas e o coração disposto a explicar, contar e confidenciar, os amantes da Natureza e dos animais faremos da cozinha um espaço revolucionário.

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016