O veganismo ético agora é legalmente reconhecido em Ontario, Canadá

A Comissão de Direitos Humanos de Ontário considera o veganismo uma ideologia com direitos de proteção contra discriminação similares a outros sistemas de crença

justica-canadasNo mês passado, a definição de “crença” no Código de Direitos Humanos de Ontário foi modificado para incluir crenças não-religiosas, como o veganismo ético.

Em 2011, a organização canadense de legislação animal, a Animal Justice, começou seus esforços para incluir o veganismo sob as mesmas proteções que os sistemas de crenças religiosas. A Diretora Executiva da Animal Justice, Camille Labchuk, solicitou com sucesso a Comissão de Direitos Humanos de Ontário para incluir sistemas de crenças seculares e ideologias na definição de “crença”. Sob esta definição, prestadores de serviços, tais como hospitais, escolas e empregadores não podem discriminar solicitações com base nos ideais veganos. Além disso, as escolas não podem obrigar os alunos a dissecar animais, os hospitais devem fornecer refeições veganas mediante pedido e os empregadores não podem discriminar  os trabalhadores que optem por não usar uniformes com base em produtos de origem animal.

Labchuk- que planeja realizar mudanças na legislação em outros distritos do Canadá – acredita que “reconhecer o veganismo como uma forma de credo é um precedente importante e uma declaração clara de que vegans e suas convicções merecem respeito.”

A validade dessa atualização será testada em primeira instância em frente ao Tribunal de Direitos Humanos de Ontário, que a partir de agora tem expressado opiniões positivas sobre a expansão da definição de credo para incluir “perspectiva política … constituída por um sistema de crenças coeso ou estrutura reconhecível.

Fonte: VegNews

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016