A vida secreta das galinhas

a vida secreta das galinhasCientistas do comportamento animal no mundo todo sabem que as galinhas são animais curiosos e interessantes, cujas habilidades cognitivas são em alguns casos mais avançadas do que as dos gatos, cães e até mesmo alguns primatas. Como todos os animais, galinhas amam suas famílias e dão valor as suas próprias vidas. A natureza social de galinhas significa que elas estão sempre olhando por suas famílias e outras galinhas em seu grupo. As pessoas que passaram algum tempo com galinhas sabem que têm estruturas sociais complexas, boas habilidades de comunicação e personalidades distintas, assim como nós.
Podem completar tarefas mentais complexas, aprender observando o outro, demonstrar auto-controle, se preocupar com o futuro, e até mesmo ter o conhecimento passado de geração em geração.
Galinhas compreendem as relações de causa e efeito e compreendem que os objetos ainda existem mesmo depois de serem escondidos. A este respeito, elas são cognitivamente mais avançadas do que crianças pequenas.

Quando em seu ambiente natural, não confinadas, galinhas formam complexas hierarquias sociais, e cada galinha sabe o seu lugar na escada social, lembrando-se dos rostos e posições de mais de 100 outras aves . Os cientistas concordam que complexas estruturas sociais e boas memória são sinais inegáveis de inteligência avançada comparável à dos mamíferos.
As pessoas que passaram algum tempo com galinhas sabem que cada ave tem uma personalidade diferente, o que muitas vezes se relaciona com o seu lugar na hierarquia. Alguns indivíduos são sociáveis e destemidos, enquanto outros são mais tímidos e vigilantes, alguns desfrutam da companhia humana, enquanto outros são distantes ou até um pouco agressivos. Assim como cães, gatos e seres humanos, cada frango é um indivíduo com uma personalidade distinta.

Os pesquisadores também descobriram que as galinhas têm um conhecimento cultural que passam de geração em geração. Em um estudo da Universidade de Bristol, os frangos foram alimentados com uma mistura de grãos de milho amarelo e azul. Os grãos azuis estavam contaminados com produtos químicos que fizeram as aves se sentirem doentes, e elas rapidamente aprenderam a evitar o milho azul inteiramente. Quando estas galinhas tiveram pintinhos, milho amarelo e azul foi espalhado ao redor da fazenda (desta vez inofensivos), e as galinhas mães lembraram-se de que o milho azul tinha  anteriormente lhes deixado doentes, afastando cuidadosamente seus filhotes destes.

Suas habilidades de comunicação são impressionantes. Possuem mais de 30 tipos de vocalizações para distinguir entre as ameaças que estão se aproximando por terra e aquelas que estão se aproximando sobre a água, e uma galinha começa a ensinar estas chamadas para seus filhotes antes mesmo de chocarem. Ela cacareja baixinho para eles enquanto está sentada sobre os ovos, e eles piam de volta para ela e para os outros, de dentro de seus ovos.

fonte: PETA

Artigos relacionados

Veggi e Tal - Receitas veganas, Veganismo e Direitos Animais
© 2012 - 2016