Você não pode ser 100% vegan

O artigo abaixo é parte de uma série contínua do site Free From Harm, chamada Justificativas Mais Comuns para Comer Animais, onde buscam dar respostas e recursos para melhor atender a essas justificativas – traduzido e adaptado pelo Veggi & Tal. Clique aqui para ler o original, em inglês .

Segue-se um excerto do livro, Meat Logic: Why Do We Eat Animals, p. 100-101.

Quando a escravidão humana era a norma, alguém poderia ter usado um argumento semelhante. A menos que vivêssemos fora da sociedade, seria difícil ser 100% livre de escravos. Claro, poderíamos ter evitado possuir escravos, mas seria impossível evitar todos os itens que continham um pequeno grau de escravidão. O trabalho escravo também teria sido usado na construção pública e privada. Seria sensato dizer a alguém que estava tentando abolir a escravidão humana que, a menos que eles ficassem fora das estradas, eles seriam hipócritas? Seria sensato dizer que, como não podemos 100% evitar itens feitos com uma pequena quantidade de escravidão envolvida, a escravidão humana é moralmente correta e devemos seguir em frente e ter escravos?

Claro que não.

O que diríamos é que a escravidão é moralmente errada e devemos lutar para a sociedade abolir a escravidão. E, enquanto isso, devemos evitar itens vindos da escravidão na medida do possível, particularmente a posse primária de escravos e de quaisquer produtos feitos principalmente através do trabalho escravo.

Da mesma forma, no contexto vegano, é atualmente impossível evitar tudo no mundo que contém até mesmo uma pequena quantidade de produtos derivados de animais. Mas devemos ainda afirmar que a escravidão animal, a exploração e o abate estão errados e exigem que a sociedade se mova em direção à sua abolição. E, entretanto, devemos evitar todos os produtos feitos a partir de animais na medida do possível, particularmente da indústria primária de agricultura animal. Tanto porque é moralmente errado, mas também para enfraquecer o poder da indústria da pecuária na sociedade.

A moralidade não é o que a sociedade facilita para nós. Se a sociedade está tornando impossível viver 100% de acordo com a moralidade, nós não mudamos a moralidade para se encaixar na sociedade, mas ao invés disso exigimos mudanças na sociedade para que possamos viver moralmente.

Artigos relacionados

Newsletter - Receba noticias e artigos no seu email

PATROCINADORA

Eline Bélier

PUBLICIDADE

Lojas gerenciáveis na plataforma Opencart

PUBLICIDADE

Anuncie aqui