Consumo de animais e o surgimentos de pandemias

Vozes em luto

Após 4 meses sem poder sair as ruas devido a atual pandemia do Covid-19, ativistas do coletivo VOZES EM LUTO realizaram na tarde do dia (19/07) o Manifesto Pandemias. Idealizado pelo coletivo, o ato tem a função de mostrar para as pessoas os malefícios do consumo de animais relacionado com a criação e o consumo de proteína animal. Tanto práticas primitivas de consumo e criação animal (Ebola e HIV provavelmente tiveram origem na caça de morcegos e macacos, respectivamente) quanto as mais modernas, como os sistemas intensivos que favoreceram o surto de H1N1 e Covid-19.

Em uma sociedade moderna é impossível que a senciência animal não seja relevante e o consumo medieval de seus corpos ainda seja normalizado. O coletivo afirma que “o surgimento do atual vírus global vem para mostrar ao resto da humanidade que passamos do limite, nos tornamos bestas em nome da gula, do sadismo e da ganância, retrocedemos”.

Ainda sobre o consumo de animais e as pandemias o grupo lembra que ” tudo tem uma origem, o especismo, enquanto animais forem tratados como objetos de utilitarismo, de todas as formas, todas as outras opressões continuaram, como o racismo, machismo, xenofobia, sexismo”.

O Manifesto Pandemias será um ato fixo, independente de estarmos ou não vivendo uma atual pandemias, pois é preciso alertar a sociedade sobre a conexão dos fatos, para que uma próxima doença de proporções globais seja evitada. Conecte-se ao veganismo, pelos animais e pelo planeta.

Fonte Vozes em luto

Artigos relacionados

Newsletter - Receba noticias e artigos no seu email

PATROCINADORA

Eline Bélier

PUBLICIDADE

Lojas gerenciáveis na plataforma Opencart

PUBLICIDADE

Anuncie aqui